Sexta-feira, 6 de Abril de 2007

Atlântico rendido ao ritmo de Shakira

Espectacular, entusiasmante e extraordinário foram algumas das reacções de quem assistiu ao concerto de Shakira, anteontem à noite, no Pavilhão Atlântico, em Lisboa. A sala esgotou, apesar de ter sido a quarta vez que a cantora colombiana esteve em Portugal. E a assistência, dos seis aos 60 anos e proveniente de diferentes pontos do país, cantou (uns mais do que outros) e dançou (sempre) durante duas horas.

Shakira saudou o público com um "Boa noite, Lisboa!", em português, já depois das 21 horas. E aos primeiros acordes de "Estoy aquí" a energia do palco contagiou todos. "Comigo!", "Todos juntos!" e o refrão estava na ponta de língua. Já com a sua guitarra cravada de diamantes cantou "Don't bother" , do álbum "Oral fixation", que dá o nome à digressão que teve início em Junho do ano passado em Espanha. Seguiu-se "Illegal" e "Tortura" (mas sem Alejandro Sanz). Ao ritmo de "Wherever whenever" desceu do palco e partilhou o microfone com o público. "Muito bem Lisboa!" Com a sua guitarra azul tocou "Underneath your clothes".

A cada balançar de ancas, um olhar mais sedutor ou com enérgicos movimentos de cabelo - agora ruivo - levou a assistência ao rubro, desde a plateia à última fila do 2.º balcão da sala. Mudou várias vezes de roupa - das calças justas e top's às saias longas para a famosa e desejada dança do ventre. Na apresentação dos elementos da banda cantou-se os parabéns a um deles, com direito a bolo e velas em palco, antecipando o aniversário do dia seguinte. "Hips don't lie" fechou a actuação. "Até sempre! Obrigado, Portugal", despediu-se Shakira.

"Foi extraordinário. Ela dança e canta muito bem", disse uma fã de 57 anos, do concelho de Sintra, que já tinha assistido à actuação da colombiana no Rock in Rio (2006). Joana, de oito anos, denunciava algum sono, mas lá disse ao JN que gostou do espectáculo. "Foi uma surpresa dos pais porque ela queria muito vir", explicou a mãe, antes do regresso a Leiria. "Adorámos!", exclamaram em coro Inês e Sofia, de 18 e 28 anos, do Porto. "Já a tinha visto no Rock in Rio mas aqui foi muito melhor!", acrescentou Inês, embora Sofia tenha gostado mais da primeira vez que viu Shakira no Atlântico (2003).

Até chegar ao carro ou à espera do táxi, o ritmo era ainda visível em muitas ancas.

Quatro anos depois de um concerto esgotadíssimo, também no Pavilhão Atlântico, e de uma actuação no Rock in Rio Lisboa, o ano passado, Shakira voltou a conquistar o público ao som de êxitos como «Don't Bother», «Estoy Aqui», «Whenever, Wherever» e «Hips Don't Lie».


publicado por mary às 09:43
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Março 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. MaxtraCard o cartão que t...

. Tá chegando! Beyoncé posa...

. Ronaldo desenha roupa int...

. Sharon Stone chega aos 54...

. Neymar posta foto sua qua...

. Brad Pitt anda de moto no...

. Miley Cyrus estaciona em ...

. Rihanna faz topless e pos...

. rede sprintrade

. Após luta contra o câncer...

.arquivos

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006













blogs SAPO
online